Compartilhe

A hipnose no tratamento do tabagismo

Miriam Pontes de Farias

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA) cerca de 25 milhões de brasileiros fazem uso do cigarro. Estudos mostram que aproximadamente 23 pessoas morrem por hora por causa do cigarro, e 200 mil pessoas morrem por ano em decorrência do fumo no Brasil.

O tabagismo é reconhecido como uma doença epidêmica que causa dependência física, emocional e psicológica, semelhante ao que ocorre com o álcool, a cocaína, e a heroína. Essa dependência, obriga os fumantes a inalarem mais de 4.720 substâncias tóxicas, além de 43 substâncias cancerígenas, desenvolvendo doenças respiratórias, cardíacas, o câncer e levando à morte.

Contrariamente ao que ocorria em outras épocas, o cigarro não é mais tolerado pela sociedade, as pessoas que não fumam se incomodam com os fumantes e isso acaba gerando uma pressão social que tem se tornado um incômodo a mais para aqueles que fumam. Isso contribui para aumentar a necessidade ou o desejo de parar de fumar.

É bastante comum que o paciente antes de procurar o tratamento com hipnose, na maioria das vezes, tenha tido muitas tentativas fracassadas com ou sem o auxílio de um profissional. No tratamento com hipnose é fundamental que o paciente deseje parar de fumar, esse desejo, mobiliza dentro do paciente recursos internos, capazes de superar a dependência que durante tanto tempo causou um grande mal.

A duração do tratamento vai depender de cada um, existem pacientes que respondem muito bem ao tratamento com hipnose para tabagismo em pouquíssimas sessões. São aqueles mais suscetíveis à hipnose, nesses caso recebem, aceitam e internalizam as induções com mais eficácia.

Durante a psicoterapia com a hipnose pode-se investigar e realizar o tratamento das questões emocionais que levaram o paciente a criar a dependência e qual é a representação do cigarro para ele. Através das sugestões do psicólogo que faz tratamento com hipnose, é possível criar esquecimento, enjoo e nojo do cigarro. Assim, a pessoa vai se afastando do vício, sentindo e percebendo que os cigarros não têm mais nenhuma função na sua vida. A criação de técnicas aversivas por imagem irão também reforçar a repulsa pelo cigarro.

Além de tratar o tabagismo a hipnose pode diminuir o nível de ansiedade, de estresse, e outras questões emocionais que estão relacionadas com o uso do cigarro, promovendo o equilíbrio e a qualidade de vida do indivíduo. É possível entrar em contato com a mente inconsciente, e assim encontrar uma solução para o tabagismo sem que o paciente sofra.

Os resultados positivos do tratamento mostram-se definitivos na maioria dos casos. Mas, é importante lembrar que a dependência desse tipo de droga é violenta. Uma vez voltando a experimentar um cigarro, a dependência estará

instalada novamente, por isso ao se libertar do vício, evite o primeiro cigarro. Quando se tem a confiança de parar de fumar, fica mais fácil dizer não.

Voltar



Leia também:

O que é hipnose?


Saiba Mais

O que é auto-hipnose?


Saiba Mais

Mitos acerca da prática da hipnose


Saiba Mais